segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Janis Joplin

Janis nasceu na cidade de Port Arthur, Texas, nos Estados Unidos. Ela cresceu ouvindo músicos de blues, tais como Bessie Smith, Leadbelly e Big Mama Thornton e cantando no côro local. Joplin concluiu o curso secundário na Jefferson High School em Port Arthur no ano de 1960, e foi para a Universidade do Texas, na cidade de Austin, onde começou a cantar blues e folk com amigos.

Cultivando uma atitude rebelde, Joplin se vestia como os poetas da geração beat, mudou-se do Texas para São Francisco em 1963, morou em North Beach, e trabalhou como cantora folk. Por volta dessa época seu uso de drogas começou a aumentar, incluindo a heroína. Janis sempre bebeu muito em toda a sua carreira, e sua preferida era a bebida Southern Comfort. O uso de drogas chegou a ser mais importante para ela do que cantar e chegou a arruinar sua saúde.

Depois de retornar a Port Arthur para se recuperar, ela voltou para São Francisco em 1966, onde suas influências do blues a aproximaram do grupo Big Brother & The Holding Company, que estava ganhando algum destaque entre a nascente comunidade hippie em Haight-Ashbury. A banda assinou um contrato com o selo independente Mainstream Records e gravou um álbum em 1967. Entretanto, a falta de sucesso de seus primeiros singles fez com que o álbum fosse retido até seu sucesso posterior.

O destaque da banda foi no Festival Pop de Monterey, com uma versão da música "Ball and Chain" e os marcantes vocais de Janis. Seu álbum de 1968, Cheap Thrills, fez o nome de Janis.

Ao sair da banda Big Brother, Janis formou um grupo chamado Kozmic Blues Band, que a acompanhou em I Got Dem Ol' Kozmic Blues Again Mama! (1969). O grupo se separou, e Joplin formou então o Full Tilt Boogie Band. O resultado foi o álbum Pearl (1971), lançado após sua morte, e que teve como destaque as músicas "Me and Bobby McGee" (de Kris Kristofferson), e "Mercedes-Benz", escrita pelo poeta beatnik Michael McClure.

Janis Joplin morreu de overdose de heroína em 4 de outubro de 1970, em Los Angeles, Califórnia, com apenas 27 anos. Foi cremada no cemitério-parque memorial de Westwood Village, em Westwood, Califórnia, e numa cerimônia, suas cinzas foram espalhadas pelo Oceano Pacífico.

O álbum Pearl foi lançado 6 meses após sua morte. O filme The Rose, com Bette Midler no papel de Janis Joplin, baseou-se em sua vida.

Photobucket
Uma salva de palmas para nossa amiga Wikipédia que forneceu essa pequena biografia dessa incrível artista. E é aquilo: se essa semana temática não começasse com Janis Joplin, seria melhor nem ter começado. Se alguém conhece alguma rockeira antes dela, por favor me avise nos comentários para que eu possa procurar e postar por aqui. Dentro dos meus conhecimentos, no entanto, ela é a primeira. E como grandes nomes do Rock, possuiu carreira curta, mas extremamente significativa para a sua própria e futuras gerações, de forma que hoje em dia podemos dizer que Janis foi imortalizada.

Como download do post, preparei o CD Greates Hits de 2000 da série MTV History. Admito que nunca tinha parado pra ouvir várias músicas dela, mas com essa coletânea passei a conhecer várias músicas diferentes daquela que sempre ouvimos e gostei muito. A voz rouca, a intensidade do canto, os arranjos com pianos e orgãos, o estilo cheio de blues, as letras, tudo se encaixa muito bem. Definitivamente uma das grandes Rainhas do Rock Internacional, uma pena que sua carreira tenha durado tão pouco.

Título: Greatest Hits (MTV History)
Artista: Janis Joplin




2 comentários:

Lunaticools disse...

Janis é clássico. Um mortal que perder isso (a obra dela) perderá boa parte da cultura.

abç
Cidadao das nuvens

Abaura disse...

[2] Penso exatamente da mesma forma

Related Posts with Thumbnails