quarta-feira, 5 de março de 2008

Garoto de 8 anos é aprovado em Direito.

Carta ao Leitor:

Caríssimo Fabio,

Recebi diretamente sua reclamação em relação a não atualização deste Blog, justificada pela minha falta de internet por uma semana, falta de tempo e de criatividade. Felizmente, trago hoje uma matéria em sua homengem. Sim. Você terá a honra de receber uma matéria do "Idéias Abaurônicas". Sendo assim, leia-a com atenção e espero que no final sua vida mude em função do que o senhor leu.

Obrigado pela compreensão.

Atensiosamente,
Abaura.


P.S.: Fábio, o senhor é um fanfarrão! Isso sim, um pirata de amanditas (logo logo contarei essa história) e um sem vergonha, mas escrevi aquelas coisas lá em cima pra puxar seu saco e poder pedir ajuda com o RPG Maker mais tarde, blz?? xD

-------------------------------------------------------------------------------------------------

E ae leitores, tudo certinho??? Quero pedir desculpas pela demora do post, mas minha internet ficou bugada por um tempo e ainda teve mais um tempo para aparecer uma matéria legal pra eu poder escrever. Felizmente encontrei uma, então aqui vai.

Vira e meche agente ouve por aí sobre crianças superdotadas que entram em faculdades e se tornam professores com a idade que a maioria das pessoas estaria entrando no ensino médio. Bom, o que estou prestes a reportar é algo muito parecido com isso.

João Víctor Portelinha de Oliveira, no 5º ano do ensino fundamental (vulga 4ª série), 8 anos, foi aprovado pelo vestibular da UNIP (Universidade Paulista) em direito. O garoto pediu para os pais para ser inscrito como vestibulando e parece que os pais estão querendo recorrer a justiça para que o garoto possa cursar a faculdade normalmente.

Dr. João Víctor fez o vestibular agendado (logo também falarei como sou contra isso), que permite que o candidato faça a prova sozinho num dia de sua própria escolha, na ultima sexta-feira (29/2) e recebeu o resultado na segunda-feira (3/3), enquanto a matrícula foi efetivada nessa quinta-feira (5/3) (será que ele passou pelo trote, foi pintado e coisa e tal?).

A mãe do pequeno gênio diz que o garoto não é superdotado, mas afirma que ele é uma criança muito estudiosa e responsável e também que gosta de ler o jornal, desde o caderno de esportes ao de política, coisa que o ajudou muito na hora da redação já que o tema foi capa de uma revista que o menino havia lido há pouco tempo. Ele questiona, "A redação foi fácil. Quem não consegue escrever um texto com base numa matéria que saiu na imprensa?".

Ah, e isso não é tudo. O moleque disse que não encontrou dificuldades pra fazer a prova, com exceção de matemática, física e química que teve algumas dúvidas já que ainda não havia estudado estas frentes. E tem mais! Ele é ambicioso. Diz que deseja se tornar advogado até os 15 anos, mas seu verdadeiro desejo é ser Juiz Federal, que ele acredita conseguir até os 18.

A vida, no entanto, nem sempre é tão fácil. De acordo com a UNIP, seguindo as regras da instituição, o garoto fora inscrito como treineiro e mesmo não querendo se pronunciar, a universidade afirmou que o surpreendente foi a redação do garoto que mostrava uma facilidade muito grande de expressão, mesmo sendo usada uma linguagem simples, direta e coloquial. Já a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), seção Goiás, parece ser mais direta em relação a toda essa situação:


"A Ordem dos Advogados do Brasil - Seção de Goiás considera preocupante a informação de que uma criança de apenas oito anos passou no vestibular da Faculdade Unip para o curso de direito. O fato materializa o alerta que a OAB-GO vem fazendo há tempos sobre a mercantilização do ensino jurídico, que não está sendo tratada pelas autoridades com a devida urgência que requer. A OAB-GO defende maior rigor na fiscalização das Instituições de Ensino Superior por parte do Ministério da Educação e luta para que sejam punidas aquelas que tratam o curso de Direito com interesse meramente mercantil, desrespeitando a relevância da boa formação do bacharel para a sociedade.

O referido fato, por si só, caso seja comprovado, merece que a instituição de ensino sofra imediata intervenção do MEC para que seja verificado se casos semelhantes ocorrem com freqüência e em que circunstância o episódio ocorreu.

Nesse caso, a OAB-GO, uma das principais interessadas em ver apurada a denúncia absurda e defensora de mudanças efetivas no ensino jurídico que priorizem a qualidade do mesmo, se dispõe a acompanhar um ato dessa natureza".


Ou seja, a OAB “carcou” na UNIP.
Olha só, como o próprio titulo do blog diz, esse lugar é pra idéias, então aqui vai a minha:
Na minha opinião, o garoto não deve cursar a faculdade, por falta de maturidade. Legal, ele é inteligente, mas não é só isso o necessário para se tornar um bom advogado, ele precisa de uma certa experiência de vida, ele precisa de mais idade pra amadurecer as idéias.

Não, não acho que ele pense que seja tudo uma grande brincadeira, só acredito que ele não seja maduro o suficiente e concordo com o pronunciamento da OAB: o vestibular da UNIP deve ser checado para que se possa provar se ele está muito fácil ou não.

Well, notícia dada, fim de post. Mostrem sua opinião, pessoal, nos COMENTARIOS. Então COMENTEM! E digam o que acham: Será que o garoto é tão inteligente assim ou o vestibular foi fácil demais?




Related Posts with Thumbnails