segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Slash - Slash & Friends

Esse ano, Mr. Slash resolveu juntar diversos cantores e fazer um CD de músicas próprias nas vozes que bem entendesse. Na verdade não tão "nas vozes que ele bem entendesse", tendo em vista que Jack White do White Stripes recusou a parceria. Enfim, esse é justamente o CD dessa semana.



Diferente do CD em si, a capa não me agradou, eu sinceramente achei previsível demais. Pra quem foi a vida inteira de uma banda cujo símbolo era uma caveira ficou bem obvio. A cartolinha icônica não poderia faltar e nem os ossos parecidos com guitarras fecharam essa capa extremamente manjada.


01 Ghost

A primeira faixa tem participação do vocalista Ian Astbury (The Cult) e o antigo guitarrista do Guns N' Roses Izzy Stradlin. Achei uma ótima faixa para começar o CD, mas nada fora do normal: puro hard rock combinados com excelentes vocais roucos.

02 Crucify The Dead

Olha, não é que eu não curta o Ozzy, mas essa voz arrastada dele me irrita. Não sei. Até curto as músicas dele, mas na voz de outras pessoas. Mas falando sobre a faixa, achei que ela tem uma pegada mais heavy no refrão e apesar de eu não curtir o vocalista, não poderia ter sido outra pessoa nessa faixa. Bem a cara do Ozzy (menos a parte que colocam efeito na voz dele).

03 Beautiful Dangerous

Definitivamente uma das minhas faixas favoritas. Slash com sua galera de estúdio que altera a voz de todo mundo nesse CD transformou Feargie numa rockeira de primeira, com direito a muitos gritos e uma voz bem rasgada. As lamparinas não mentem: a música é incrivel, sexy e com uma vibe de tentação que eu adoro (#ProntoFalei).

04 Back From Cali

COMO NINGUÉM NUNCA ME AVISOU DA EXISTÊNCIA DE MYLES KENNEDY? O vocalista do Alter Bridge definitivamente é o cara. Ouso dizer disso, mas ele é uma das poucas pessoas que eu imagino fazendo covers de Led Zeppelin muito bem feitos. E é aquilo, pessoal: juntou Slash com vocalista de voz aguda, é sucesso. Mesmo para os haters, admitam, é sucesso. Na minha opinião, essa deveria ser a primeira faixa do CD, muito mais rock'n'roll que Ghost.

05 Promise

Por mim, eu daria 5 lamparetas para essa música só porque o Chris Cornell está interpretando. Mas como não é o único critério que eu estou julgando, 3 está mais do que suficiente. Faltou borogodó nessa, o que salva é o vocal mesmo. É uma daquelas músicas com letra mais profunda e arranjo super forte, bem manjado, o vocalista do Audioslave salvou totalmente.

06 By The Sword


Vou dar 4 lâmpadas só de birra mesmo. O que tem que ser discutido é que Slash foi muito esperto em escolher seus vocalistas e chamar Andrew Stockdale do Wolfmother foi um dos melhores investimentos. A voz é incrivel, outro que salvou a música pelo canto.

07 Gotten

Faixa mela-cueca na voz de Adam Levine do Maroon 5. Baladinhas são coisas complicadas e essa não funcionou pra mim. Acho que a voz começou a ficar insuportável num ponto, apesar que eu tenho certeza que muita gente vai amar de paixão essa música e até colocar trechos no Orkut ou no subnick no MSN. Em comparação a outras baladas do CD essa ficou bem fraca.

08 Doctor Alibi

Quando ouvi pela primeira vez percebi que algo não me agradava na música, não só voz bizarra, mas uma aura que rodeava a música. Depois de descobrir que Lemmy, vocalista do Motörhead, estava cantando encontrei o problema. Odeio ele e a banda dele. Heavy demais pra mim. Para mim, uma das piores do CD.

09 Watch This

Partipação de Dave Grohl (Foo Fighters e Nirvana) e Duffy McKagan (Guns n' Roses e Velvet Revolver) se juntam nessa faixa instrumental que sinceramente, já vi melhores. Acho que poderia ter rolado uma letra e colocado Dave Grohl para cantar, ficaria bem mais completo em vez de uma coisa meio "whatever".

10 I Hold On

Mais outra faixa que não traz nada de extraordinário a não ser o timbre de Kid Rock, que eu não conhecia e gostei muito. Fora isso, a faixa é normal (é gente... num tem muito o que falar mesmo).

11 Nothing To Say

Alguma coisa nessa música me faz gostar dela. Acho que é o arranjo bem Guitar Hero e vocal gritado de M. Shadows do Avenged Sevenfold. Essa aqui tem um tempo bem mais acelerado que as outras com direito até a um bumbo duplo durante a música toda. Ficou bem feita. Me convenceu.

12 Starlight

Mais uma faixa com o vocal maravilhoso de Myles Kennedy. Definitivamente minha favorita do CD todo, de longe. Power Ballad fantástica, uma letra muito boa, arranjo que casou muito bem e altos agudos que me deixam com inveja.

13 Saint Is A Sinner Too

Outra que eu fiquei embasbacado. O vocal de Rocco DeLuca me ganhou nessa. Achei super temática. Violãozinho, voz que parece ter saído de uma trilha sonora do Oriente Médio, só faltou uma cítara mesmo.

14 We're All Gonna Die

Letra super junkie na voz de Iggy Pop não me convenceu. Na verdade não curto ele, apesar de achar ele um ótimo performer. E outra, apesar da música combinar com toda a vibe do cantar, convenhamos que num tinha rima mais manjada que essa né: "We're all gonna die, so let's get high".

Essas são as faixas da versão Standart do CD, ainda tem mais umas 5 ou 6 que foram lançadas em outras versões do álbum e quero prestar honras à faixa "Mother Maria", cantada por Beth Heart. Merece 5 lâmpadas e disputa o lugar de "Minha favorita" com "Starlight", procurem, vocês vão curtir.

Um comentário:

Cesar ASM disse...

concordo com quase tudo soh acho que voce foi meio injusto com o Ozzy e o Lemmy (porra ele canta melhor que o cara do maroon 5)

Related Posts with Thumbnails