quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Filme: A Todo Volume

Nesse exato momento eu estou no meu trabalho de três dias e em vez de fazer algo de útil pra cá, resolvi postar o texto sobre cinema daqui mesmo.

O filme dessa semana foi recomendado pelo meu amigo Iuri do Poste Quem Postar e posso dizer que foi uma ótima recomendação. "A Todo Volume" é um documentário que mostra Jack White (The White Stripes), The Edge (U2) e Jimmy Page (Led Zeppelin) discutindo sobre guitarras, experiências passadas, bandas anteriores, influência e toda a relação com esse instrumento que é um verdadeiro símbolo do rock.

Ficha Técnica

Photobucket
Título Original: (It Might Get Loud)
Lançamento: 2008 (EUA)
Direção: Davis Guggenheim
Atores: Jimmy Page, The Edge, Jack White
Duração: 97 min
Gênero: Documentário


Sinopse: Despindo-se de sua imagem de rock star, Jimmy Page (Led Zeppelin), The Edge (U2) e Jack White (The White Stripes), guitarristas emblemáticos de três gerações diferentes, apresentam sua história, sua filosofia musical, seu estilo e sua relação com o instrumento que tornou-se a essência da música pop. Através de visitas a locais marcantes de suas carreiras, os artistas falam de sua rebelião musical e de como forjaram seus sons particulares.

Bom, quando comecei a assistir o filme e percebi o teor de documentário fiquei bem desanimado, porque geralmente esse gênero não me agrada muito. Achei que ia dormir nos primeiros 15 minutos. Well, I was wrong. O filme é definitivamente incrível em todos os seus aspectos, desde as curiosidades sobre cada um até os takes que eles tocam alguma música. Conforme o tempo foi passando, comecei a pegar gosto por assistir e até fiquei triste a hora que acabou, ou seja, é um documentário muito bem feito e dinâmico, impendindo que as pessoas durmam com o seu decorrer xD.

Percebemos que o filme pode ser interessante a partir do momento que são colocados numa mesma sala para discutir sobre música, três guitarristas de épocas  e estilos totalmente diferentes: temos o rock clássico de Jimmy Page, os efeitos inesperados de The Edge e a guitarra com som abafado e "sujo" de Jack White. Por esse motivo, o filme deve ser assistido de mente aberta, sem preconceitos com a música de algum dos guitarristas. Eu mesmo não gosto de U2 e não conheço o trabalho de Jack White, mas adquiri uma imensa admiração e respeito por ambos. Na verdade, dos três, aquele que eu mais me identifiquei em relação as ideologias musicais foi Jack White.

Como mantegão assumido, devo dizer que fiquei emocionado em diversas partes do filme. Não de chorar, mas de ficar arrepiado mesmo, principalmente na parte que Jimmy Page pega uma guitarra e começa a tocar Whole Lotta Love para os outros dois guitarristas. É possível ver o brilho nos olhos dos ouvintes e inclusive, senti que Mr. White quase não se conteve de animação. Também né gente, imagina Jimmy Page tocando Whole Lotta Love NA SUA FRENTE. Eu dava uma de fã histérico.

Se você é guitarrista e não conhece o trabalho de nenhum do entrevistados nesse documentário, assista, é impossível não absorver alguma coisa. Se você só gosta de música ou é fã de algum deles, também assista para conhecer mais sobre seu ídolo. Vale muito a pena pelo conhecimento musical que cada um deles tem. Eu, por exemplo, já estou pensando em comprar uma guitarra e mandar colocar um microfone de gaita dela igual o Jack White...


Trailer




Ficha técnica por Adoro Cinema e  por Arapa Rock Motor.

3 comentários:

Pedro disse...

Parece ser interessante, eu até o baixaria, se não fosse a minha internet que não está chegando nem aos 200kb/s.

Abaura disse...

AhuAHuHauHauhUAhHA

Olha, é um filme muito bom mesmo, procure numa locadora ou com alguém... vale a pena xD

Iuri disse...

UIAAA eu que recomendei e nunca tinha assistido! vou baxar agora asOJsaIsaposaKposaJaIOJdoiasA



Poste Quem Postar!
http://postequempostar.blogspot.com

Related Posts with Thumbnails